Como usar Wi-Fi pública sem correr riscos

Segundo a pesquisa “Estilo de Vida Digital da F-Secure” alguns cuidados devem ser tomados na hora de se conectar a uma rede móvel.

O estudo, concluído pela Gfk, abrangeu entrevistas pela web com 6 mil usuários de banda larga, com idade entre 20 e 60 anos, de 15 países: Alemanha, Itália, França, Reino Unido, Holanda, Bélgica, Suécia, Finlândia, Polônia, EUA, Brasil, Chile, Colômbia, Austrália e Malásia.

Ao viajar é conveniente utilizar hotspots de Wi-Fi pública em lugares como aeroportos e restaurantes, mas 52% das pessoas relatam estar preocupadas com a segurança e a privacidade desse tipo de conexão, e com razão. Segundo Sean Sullivan, Conselheiro de Segurança dos Laboratórios da F-Secure, redes públicas de Wi-Fi devem ser consideradas como tal: públicas.

Ao compartilhar a rede com estranhos, há o risco de alguém utilizar softwares que bisbilhotam  o que você está fazendo no seu aparelho.

“Pode dar aquela sensação de privado, porque você está utilizando o seu aparelho pessoal, mas não é”, afirma Sullivan. O executivo aconselha ainda que ninguém faça transações pela rede pública, incluindo acessar contas com senhas.

“Eu uso a conexão pública de Wi-Fi para assuntos que discutiria com um amigo no metrô. As operações bancárias, faço em casa”, acrescenta Sullivan.

O mesmo se aplica ao uso de computadores públicos em locais como bibliotecas ou cibercafés. Sullivan recomenda usá-los apenas para fazer coisas cotidianas como ler notícias, uma vez que spywares que roubam senhas podem estar hospedados na máquina.

O executivo aconselha ainda às pessoas que precisam utilizar meios públicos para se comunicar para que criem uma conta de e-mail provisória para utilizar apenas durante as férias.

“Desta forma, se alguém invadir sua conta provisória, essa pessoa trocar e-mails com a sua mãe e a babá do gato, mas não terá acesso a outros dados confidenciais que estariam na sua conta principal”, diz ele.

Realizando operações bancárias longe de casa

Segundo a pesquisa, 85% das pessoas dizem que realizam operações bancárias de seus computadores e 24% de seus smartphones.

Nestes casos, a melhor opção é utilizar o plano de dados móvel com o aplicativo do banco, mesmo que isso signifique pagar pelo roaming. O custo do deslocamento pode elevar os gastos habituais, mas é uma forma mais segura de acessar dados e evitar o roubo das informações. Pode custar mais, mas será mais barato do que ter a conta roubada.

Mas os bancos utilizam conexões https. Isso não significa que eles são seguros mesmo através de wi-fi pública? Geralmente, mas também é importante saber de outros fatores. 39% das pessoas relatam utilizar apenas uma ou algumas senhas para todas as contas.

Portanto, potencialmente, se você usar em um site não seguro a mesma senha que usa no do seu banco, um hacker pode acessar sua conta bancária também. Vale lembrar que hackers usam ainda métodos de tecnologia inferior, olhando por cima dos seus ombros quando você digita a sua senha.

Mantendo o seu conteúdo seguro em qualquer lugar

No levantamento, 67% das pessoas afirmam que valorizam mais o conteúdo presente no aparelho do que o próprio dispositivo em si, o que ilustra a importância de fazer back-ups antes de viajar.

Uma das melhores opções de sincronização de conteúdo é o Content Anywhere da F-Secure, fornecido por meio de operadoras de celular. Com o dispositivo os consumidores podem sincronizar automaticamente o conteúdo do aparelho com sua nuvem pessoal. Esses serviços eliminam a necessidade de levar aqueles dispositivos de armazenamento deselegantes, e torna muito mais fácil compartilhar fotos com os amigos durante as férias de forma segura e privada.

Os dados com conteúdo em nuvem do consumidor da F-Secure são totalmente criptografados durante a transferência e no armazenamento.

Localizando um aparelho perdido ou roubado

Um telefone perdido ou roubado joga um balde de água fria nas férias. E, com 61% das pessoas utilizando seus aparelhos para trabalho e fins pessoais, há motivo de sobra para ser cauteloso. Um telefone perdido pode afetar não apenas seus próprios dados, mas também sua organização.

O aplicativo gratuito Anti-Theft da F-Secure para smartphones e tablets permite que você bloqueie e localize remotamente o seu dispositivo e, se necessário, os dados do aparelho podem ser completamente apagados.

Outra sugestão rápida: assegure que o bloqueio de tela protegido por senha do seu telefone seja ativado em um curto espaço de tempo, como um minuto.

Mais dicas para utilização da rede wi-fi pública:

• Não deixe o seu dispositivo se conectar a pontos de wi-fi pública automaticamente.

• Exclua os pontos de acesso wi-fi que você usou ao chegar em casa.

•Não fique conectado a aplicativos que não utilizará enquanto estiver viajando.

•Verifique com o estabelecimento em que está para ter certeza de que a rede à qual você vai se conectar é realmente deles, e não uma rede que um hacker criou para enganá-lo.

•Fique atento ao seu redor e a qualquer pessoa que possa estar tentando espreitar “por cima do seu ombro”.

•Utilize uma senha única para cada conta.

•Para laptops, desabilite o compartilhamento de arquivos e ative o firewall, configurando-o para bloquear conexões de entrada.

•Se possível, utilize uma VPN (rede privada virtual), que assegura a sua conexão mesmo sendo uma conexão wi-fi pública.

•Use um roteador de viagem com um cartão SIM pré-pago para a sua própria rede wi-fi pessoal.

•Pelo menos, veja se há o cadeado e o “https” na barra de endereços de qualquer site que tiver suas informações pessoais. Se não houver nenhum dos dois, evite o site.

•Uma regra fundamental: Considere tudo o que você fizer utilizando wi-fi pública como parte de uma conversa pública.

Fonte: IPNews

Telefones Cisco IP SPA série 500

Telefones Cisco IP SPA série 500: visão geral

cisco_525g.jpg__76002_zoom

Os Telefones Cisco IP SPA série 500 foram criados para melhorar e simplificar a comunicação em toda a sua empresa.

Da recepção à sala de estar, esses telefones oferecem recursos para todos, desde os funcionários nas baias dos escritórios até os do chão de fábrica. Seus funcionários se mantêm produtivos, com acesso a comunicações por voz e dados onde quer que estejam, mas os seus custos permanecem baixos.

Suporte aos telefones Cisco IP SPA série 500:

Esses telefones a preços acessíveis, confiáveis e com estilo proporcionam uma experiência intuitiva e rica com áudio de banda larga para conectar funcionários e oferecer suporte a aplicativos de escritório no telefone aumentando a produtividade e melhorando a segurança. O Cisco SPA série 500 também fornece uma variedade de recursos com proteção de investimento para ajudar a sua pequena empresa a crescer.

Venha Conhecer uma Solução Relacionada para a sua Empresa: http://goo.gl/EvKfEB

Internet de todas as coisas na vida real

O termo Internet de todas as coisas está cada vez mais presente no dia-a-dia de quem trabalha com redes e TI em geral. Mas você já tentou imaginar como isso se aplica à vida real?

No vídeo abaixo temos a demonstração que Jim Grubb (Chief Demonstration Officer) e John Chambers (Cisco Chairman), fizeram no Cisco Partner Summit 2013.

A demonstração ilustra uma fabrica de refrigerante, cobrindo boa parte da cadeia de suprimentos (supply chain), e como as informações podem ser utilizadas.

A demonstração ilustra uma fabrica de refrigerante, cobrindo boa parte da cadeia de suprimentos (supply chain), e como as informações podem ser utilizadas.

Alguns pontos interessantes:

Mais vídeos e dados sobre a Internet de todas as coisas neste link.

Investimento em telecomunicações é recorde no 1º trimestre

De janeiro a março último, o setor recebeu R$ 5 bilhões em investimentos, com crescimento de 4,1% na comparação com o mesmo período do ano passado

 

Telecomunicações: antenas de transmissão

Telecomunicações: a receita bruta do setor este ano totaliza R$ 55,1 bilhões, valor 5,2% maior que o obtido em 2012, que foi R$ 52,4 bilhões.

Brasília – O setor de telecomunicações registrou, no primeiro trimestre deste ano, recorde de investimentos. De janeiro a março último, o setor recebeu R$ 5 bilhões em investimentos, com crescimento de 4,1% na comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), nos últimos quatro anos, foram investidos 86 bilhões na área das telecomunicações.

A receita bruta do setor este ano totaliza R$ 55,1 bilhões, valor 5,2% maior que o obtido em 2012, que foi R$ 52,4 bilhões.

Série Catalyst 6800

A Cisco anunciou na semana passada, durante a realização do Cisco Live em Orlando, alguns novos equipamentos da linha Enterprise Networking. São roteadores e switches, construídos para entregar mais desempenho e suportar a Internet de todas as coisas.

Um dos destaques é novo switch Catalyst 6807-XL, capaz de suportar até 11.4 Terabits por segundo e 880 Gigabits por segundo por slot.

Cisco Catalyst 6807XL

Este novo switch modular, que suporta a supervisora 2T e outros módulos atualmente utilizados no 6500, está preparado para portas de 10, 40 e 100 Gbps.

Há também um modelo com 4 slots, com capacidade de até 2 Tbps, que suporta até 16 portas 10 Gbps.

Catalyst Instant Access

Os switches Instant Access são switches de acesso que tem o conceito de “módulo remoto”. Ou seja, eles devem estar conectados a um 6500 ou 6800 para funcionar, e assim passam a ser gerenciados por esses chassis.

6800ia

Este conceito já existia na família Nexus (Data Center), e agora passa a estar disponível também nos equipamentos para redes corporativas.

Os switches 6800ia ainda podem ser empilhados (até 3), e temos opção com ou sem PoE.

Mais informações sobre estes e demais lançamentos no links abaixo:

Fonte: BrainWork Blog

Next Page →