Desconectando um usuário da VPN – Cisco ASA

Quando um usuário está conectado em uma VPN no Cisco ASA, usando o Anyconnect, podemos desconectá-lo através do concentrador. E podemos fazer isso pela linha de comando ou pelo ASDM (interface gráfica).

Pela linha de comando basta usar o comando vpn-sessiondb logoff name <nome do usuário>.

Desconectando um usuário da VPN

Podemos usar o comando abaixo para verificar quem está conectado na VPN.

BrainVPN# show vpn-sessiondb anyconnect

Session Type: AnyConnect

Username     : andreo                 Index        : 222
Assigned IP  : 10.10.16.231           Public IP    : 189.94.97.230
Protocol     : AnyConnect-Parent SSL-Tunnel DTLS-Tunnel
License      : AnyConnect Essentials, AnyConnect for Mobile
Encryption   : AES256 AES256 AES256   Hashing      : SHA1 SHA1 SHA1
Bytes Tx     : 5513                   Bytes Rx     : 1423
Group Policy : GroupPolicy_SSL   Tunnel Group : SSL
Login Time   : 09:39:13 GMT Thu Dec 19 2013
Duration     : 0h:00m:39s
Inactivity   : 0h:00m:00s
NAC Result   : Unknown
VLAN Mapping : N/A                    VLAN         : none

BrainVPN#

E com o usuário identificado basta desconectá-lo.

BrainVPN# vpn-sessiondb logoff name andreo
Do you want to logoff the VPN session(s)? [confirm]
INFO: Number of sessions with name “andreo” logged off : 1

BrainVPN#

Confirmando:
BrainVPN# show vpn-sessiondb anyconnect
INFO: There are presently no active sessions of the type specified

BrainVPN#

Podemos obter o mesmo resultado usando o ASDM.

Para isso basta ir na aba Monitor (1) > VPN (2) > VPN Statistics – Sessions (3) e então filtrar por AnyConnect Client (4).

Com os usuários listados selecione o desejado e então clique na opção Logout, do lado direito da tela.

VPN Logout

 

Fonte: Brainworks

RJ Network deseja Feliz Natal a tod@s!

Aprovado2

Aplicativos do mundo Cisco para Android!

 

Pesquisando aplicativos no Android Market, me deparei com alguns softwares muito interessantes para quem está estudando para o CCNA, e outros muito úteis para outras situações, como quebrar passwords level 7, jogos para passar o tempo, entre outros programas:

Cisco Binary Game [link]

O popular jogo para treinar a velocidade de raciocínio quando se trata de conversão de números binários na versão mobile. Uma curiosidade é que esse game foi jogado mais de um milhão de vezes em todo o mundo.

Cisco Binary Game Cisco Binary Game 2

 

 

CCNA Notes Free [link]

O CCNA Notes é um aplicativo para ajudar a memorizar tópicos importantes da prova,  ótimo para consultas rápidas e para relembrar o conteúdo do CCNA. Em inglês.

    

 

 

Cisco WebEx Meetings [link]

WebEx Mobile. Dispensa comentários.

   

 

 

Cisco Partners App [link]

Esse aplicativo foi desenvolvido para manter os parceiros Cisco atualizados sobre novidades e lançamentos da empresa.

    

 

 

Cisco Type 7 Decrypt [link]

O Cisco Type 7 Decrypt é um aplicativo para descriptografar senhas de level 7 de roteadores Cisco, muito útil quando você esqueceu a senha do roteador porém possui um show running.

Cisco GIST [link]

O GIST é uma ferramenta desenvolvida pela Cisco para sistemas Android que mede a velocidade da sua conexão, seja por WiFi, 3G ou EDGE.

   

 

 

iCert Practice Exam [link]

O ICert é um simulador do exame 640-802 para Android. Interessante fazer simulados no celular em uma viagem ou em outra ocasião. Aplicativo em Inglês. Custa R$19,29.

     

Existem vários aplicativos interessantes no Market, e o melhor, a maioria é freeware. Caso você encontre ou conheça outro aplicativo interessante, commente!
Fonte: Multihop :)

Configurar Cisco Anyconnect para se conectar via RDP

Se você tentar se conectar à VPN com o Cisco Anyconnect a partir de um Terminal Service, usando o Windows Remote Desktop Protocol, pode receber a mensagem “VPN Establishment capability from a Remote Desktop is disabled. A VPN Connection will not be established”.

Isso acontece porque o comportamento padrão do AnyConnect (ao menos na versao 3.1) é não permitir a conexão a partir de uma sessão remota.

VPN from a Remote Desktop

Para mudar esta opção precisamos criar (se ainda não existir) um profile para o client AnyConnect. E para isso podemos usar o AnyConnect Profile Editor ou o próprio ASDM.

Veja abaixo como fazer esta configuração usando o ASDM.

Configurando o Anyconnect para permitir conexão através de uma sessão RDP

1) Para criar o Profile, abra o ASDM e vá em Configuration > Remote Access VPN > Network (Client) Access >Anyconnect Client Profile. Então clique na opção Add.

AC-Profile1

2) Dê um nome para o profile que você está adicionando e selecione o Group Policy que está sendo usando na sua VPN.

AC-Profile2

Clique Ok e então Apply.

3) Uma vez o profile criado, selecione a opção Edit (ou dê dois cliques no profile). Na janela que abrirá, sob a opçãoWindows VPN Establishment, selecione a opção AlowRemoteUsers.

AC-Profile3

Clique Ok e então Apply.

4) Teste a conexão VPN a partir de uma sessão RDP.

Mais informações sobre esta e outras opções no Cisco AnyConnect Secure Mobility Client Administrator Guide.

Fonte: Brainworks

A quebra das quatro ondas tecnológicas atuais – Parte 4 : Big Data

Stock Market Background

Atrelado a todas estas tecnologias (mobile, cloud computing e social business), adicionando valor a onda, temos o Big Data qual podemos apregoar cinco características nas quais este termo se baseia: volume, velocidade, variedade, veracidade e valor que estes dados possuem, nomeados de “4V’s”. Ou seja, “5V’s” unidos tem como propósito unir vários dados valorosamente verdadeiros em grandes volumes voláteis, que não é permanente ou constante, com maior velocidade. Estes dados são provenientes de várias fontes como cadastros de clientes em sites, em redes sociais de vários tipos, dados de GPS e de dispositivos e requisitos (como cartões SIM, 3G, 4G) mobiles e entre outros.

Segundo a IBM, o ano de 2008 foi o ano em que as empresas aderiram aos business online e contribuiu para reunir cerca 2,5 quintilhões de bytes por dia e consequentemente para os 90% dos dados criados no mundo nos últimos dois anos. O foco do uso, atualmente, do Big Data é te-lo como ferramenta a favor da empresa que detém este montante de dados, seja para pesquisas de perfil de consumidor e de mercado a estratégias de negócios. Um dos célebres exemplo que temos é o Google, que utiliza sua engenharia social atrelado ao Big Data, por meio de vários tipos de mineração de dados, esta empresa consegue armazenar os dados de cada usuário que se loga pelo celular, e-mail e tem o poder de saber no que ele está interessado em comprar, por meio de algoritmos e “robôs” que monitoram toda a passagem de mouse por uma tela e pela, espécie de cache, que armazena por onde o usuário navegou enquanto estava logado em uma das suas contas. Não obstante dessa realidade, várias empresas pequenas e médias tem utilizado este recurso, como meio de se aproximar do gosto do consumidor e da tendência de compra, assim como estudar novas inovações e aperfeiçoamento de produtos.

Hoje, a empresa que não aproveita os dados de seus clientes, consumidores, fornecedores e distribuidores, provavelmente pode ficar aquém de quem as utiliza, no entanto é importante ressaltar que quem usufrui desta tecnologia deve ter o minucioso cuidado para deixar os dados alinhados ao compliance¹ e não expô los de maneira que possa, em vez de se beneficiar, se prejudicar financeira e judicialmente.

Simbioticamente, estas ondas tem sido as grandes responsáveis pela evolução de integração de dados e a utilização dos mesmos nos novos dispositivos e sistemas atuais, assim como na geração e evolução de novas e “velhas” tecnologias dependentes das mesmas. É, também, por meio dessas quatros ondas que a Internet das Coisas tem ganhado cada vez mais força e espaço no meio social. Atentando se à realidade atual, quase todos os processos e aplicações tecnológicas estão ou se unirão umbilicalmente a uma destas quatro com o intuito de atender e entender cada vez melhor o cliente, o campo e o mercado de consumo. Estas ondas tecnológicas tem se quebrado sobre costas costumen quiden² e empresariais, de fato quem não se adequar a navegar sobre elas não sobreviverá ao mar e as outras ondas que estão por vir, será como nadar muito e por fim se afogar a beira da praia.

¹Compliance: conjuntos de disciplinas para fazer cumprir de ordem legal e regulamentar as políticas e diretrizes estabelecidas para o negócio de uma instituição ou empresa.

²Do latim, customer quiden – cliente de fato, de verdade.

Fonte: Patricia P. S. Batista, estudante de Sistemas de Informação, analista de suporte da RJ Network e evangelista de TI.

Next Page →