Esgotamento IPv4 no ARIN: reta final

O ARIN, responsável pela alocações de endereços para América do Norte, chegou ao último /8 IPv4 de seu estoque na última quarta-feira, 23 de abril. Com isso, entraram em vigor regras mais restritas de alocação que implementam uma fila única de alocação e uma análise mais detalhada de todos os pedidos. Qualquer alocação maior que um /15 irá requerer aprovação da diretoria do ARIN. Esta é a última fase de alocação do ARIN.

Aqui no LACNIC as regras para as últimas alocações são um pouco diferentes, conforme explicadas noHangout: Esgotamento do IPv4, e a previsão para o esgotamento é para maio de 2014. Mais detalhes na parte de estatísticas do nosso site.

 

 

Autor: Edwinsc
Texto original: http://ipv6.br/estoque-ipv4-do-arin-reta-final-do-esgotamento/

Fases de Esgotamento do IPv4 (fase 3)

Quando se esgotar o bloco /11 de terminação gradativa.

Esta reserva será o último espaço disponível de LACNIC, composto de uma reserva de prefixo /11 junto com blocos IPv4 recuperados. Desse espaço somente poderão ser feitas designações entre um /22 e um /24. Cada novo membro poderá receber apenas uma designação inicial desse espaço.

Gestão de Pedidos:

Os pedidos serão processados por ordem de chegada através de um sistema de bilhetes. Tanto o NIR do México (NIC.MX) quanto o do Brasil (NIC.br), administram seus bilhetes independentemente de LACNIC. O pedido que estiver incompleto e requeira informações adicionais do solicitante passa ao final da fila de bilhetes e será respondido quando voltar a chegar a esse bilhete, uma vez que o cliente tenha fornecido as informações necessárias.

Critérios de Avaliação:

Designações:

As designações serão realizadas diretamente pelo hostmaster de cada organização.

Autor: Lacnic
Texto original: http://www.lacnic.net/pt/web/lacnic/agotamiento-ipv4

Aprenda a Programar em Shell Script (Básico)

Aqui iremos abordar sobre como você pode automatizar rotinas e tarefas de administração usando o  Shell Script

O tutorial é dividido em duas partes, e em cada uma, aborda os conceitos básicos sobre o Shell Scripting.

1.1   Conceitos Básicos – O que é Shell Script e para que serve? E como eu uso?

1.2   Meu primeiro Script – Crie e aprenda a fazer seu próprio script

1.3  Variáveis em Shell Script – Aprenda a usar e declarar variáveis

1.4  Pesquisando e Substituindo – Use comandos para encontrar textos e substituir-os

2.  Controle de Fluxo com o “if -else- else if” – Use a condição “se” ,”senão” e “senão se” para ter uma estrutura de decisão simples,composta e encadeada em seu algoritmo.

2.1 Controle de Fluxo com o “Case” – Aprenda a como usar o case para um controle exato de resultados.

2.2 Estruturas de repetição –  Use estruturas de repetição para repetir ações,sem precisar de um código enorme de “IF” para o algoritmo.

2.3 Usando funções – Utilize funções para organizar blocos de comandos que possam ser definidos para uso posterior em qualquer parte do código.

2.4 Verifique se seu código está correto (DEBUG) – Utilize  debug para depurar problemas no programa.

Primeira Parte uma Introdução

1.1   Conceitos Básicos – O que é Shell Script e para que serve? E como eu uso?

Shell Script serve para o uso de tarefas de administração de sistemas ou para combinar programas existentes para concluir um pequeno trabalho. A poderosa linguagem do prompt de comando do “sh”, na qual o administrador  precise executar um conjunto de tarefas automatizadas e funções específicas, facilita muito a organização e sobretudo a administração de arquivos e dados em uma determinada rede. Para isto , existe o Shell Script  uma poderosa e importante linguagem de script criada com o fim de realizar inúmeras tarefas administrativas no Linux.

Visto a importância do Shell script neste momento, podemos concluir que a linguagem de script é bastante importante para profissionais ,e administradores de sistemas executarem ao mesmo tempo diversas funcionalidades para automatização de tarefas diárias de um servidor,ou de realizar um backup automático regularmente,procurar textos e muito mais.

Interpretadores de comandos são programas feitos para intermediar o usuário e seu sistema. Através destes interpretadores, o usuário manda um comando e o interpretador o executa no sistema.

Eles são a “Shell” do sistema Linux. Usaremos o interpretador de comandos bash, por ser mais “extenso” que o sh, e para que haja uma melhor compreensão das informações obtidas aqui, é bom ter uma base sobre o conceito de lógica de programação.

Uma das vantagens do Shell script é que elas não precisam ser “compiladas” para serem executadas. Um programa como o interpretador , lê o código fonte e o traduz para um formato interno e o executa.

Por que utilizar um Shell Script?

Vantagens : Portabilidade, Simplicidade e Facilidade de desenvolvimento.

Respeitam um padrão POSIX, e são universal entre sistemas UNIX,podendo ser escritos com cuidado , usados através de uma série de sistemas.

1.2  Meu Primeiro Script

Para criar seu próprio script a primeira linha do interpretador  ,deve ser iniciada em #!/bin/bash  assim na qual você informa ao Interpretador SH , que o padrão a ser utilizado para o Shell  é o bash.

Utilize o editor NANO para a criação de seu primeiro script

Abra o terminal de sua distribuição Linux e digite : nano  meuprimeiroscript.sh

script1

Abrindo o  editor NANO , agora você pode criar seu primeiro script.Digite estas instruções no editor.

#!/bin/bash

echo ” Olá mundo estou vivo!!”

Salve com o Control + C , e feche o editor .

Agora é preciso dar permissão para que o terminal execute o nosso programa.

$ chmod +x nomedoscript.sh

Pronto!! Agora é só executar!

$ ./nomescript.sh

Viu o resultado? :)

1.3  Variáveis em Shell Script – Aprenda a usar e declarar variáveis

Variáveis são caracteres que armazenam dados,uma espécie atalho. O bash reconhece uma variável quando ela começa com $,ou seja, a diferença entre ‘palavra’ e $palavra é que a primeira é uma palavra qualquer e a  outra é uma variável. Para definir uma variável ,utilizamos a seguinte sintaxe :

variavel = “valor”

O valor será atribuído a ‘variavel’. Valor pode ser uma frase,textos e números e até variáveis de outros comandos. O valor pode ser expressado entre as aspas (“”),apóstrofos (”) ou crases (”).As aspas vão interpretar as variáveis que estiverem dentro do valor, os apóstrofos lerão o valor literalmente, sem interpretar nada, e as crases vão interpretar um comando e retornar a sua saída para a variável.

Vejamos uns exemplos :

#!/bin/bash

nome = “Jorge”

echo “Seu nome é : $nome”

Seu nome é Jorge

$ variavel = ‘Eu estou logado como  usuário $user’

echo $variavel

Eu estou logado como usuário nomeusuario

Se você criar um script em que o usuário irá interagir com ele, é possível que você queira que o próprio usuário defina uma variável e para isto usamos o comando read,que dará uma pausa no script e ficará esperando o usuário digitar algum valor  e teclar ENTER. Exemplo:

echo ” Digite seu nome por favor :”

read nome

O usuário digita e tecla ENTER ,vamos supor que ele digitou “João”

echo $nome

Jõao

1.4  Pesquisando e Substituindo

O sistema operacional Linux oferece várias ferramentas para gerenciamento e edição de arquivos,como usar por exemplo ,para substituir uma ou mais palavras em um arquivo de texto. Um comando bastante útil quando você precisa substituir uma ou mais palavras em alguns arquivos de texto :

Sort – Ordena um arquivo alfabeticamente

Sintaxe : $ sort <arquivo>

Exemplo:

Criamos um arquivo .txt na existem alguns nomes criados aleatoriamente :

Jorge
Fábio
Júnior
Adriana
CamilaLucas

Supondo que nome deste arquivo .txt seje “tabela.txt” , iremos utilizar o sort para ordenar alfabeticamente.

$ sort tabela.txt

Ficando assim :

Adriana
Camila
Fábio
Jorge
Júnior
Lucas

Até a próxima!

Autor: Tiago Ribeiro Santos
Texto original: http://www.revista.espiritolivre.org/aprenda-a-programar-em-shell-script-basico

Fases de Esgotamento do IPv4 (fase 2)

Quando for atingido o último bloco /10

Nesta fase é ativado o ponto 11.2 do manual de políticas, onde será reservado um bloco de prefixo /11 para uma terminação gradativa.

Nesta etapa, somente poderão ser designados blocos desde um prefixo /24 até um /22, podendo receber um bloco adicional a cada 6 meses. Essa mecânica será levada a cabo da mesma forma todos os dias até atingir o momento em que acabe o /11 reservado para terminação gradativa.

Gestão de Pedidos:

Os pedidos serão processados por ordem de chegada através de um sistema de bilhetes. Tanto o NIR do México (NIC.MX) quanto o do Brasil (NIC.br), administram seus bilhetes independentemente de LACNIC. O pedido que estiver incompleto e requeira informações adicionais do solicitante passa ao final da fila de bilhetes e será respondido quando voltar a chegar a esse bilhete, uma vez que o cliente tenha fornecido as informações necessárias.

Uma vez cumpridos todos os requisitos para sua aprovação, o hostmaster irá carregar os dados do pedido em um formulário web com as seguintes informações:

Essas informações serão enviadas a um sistema de pré-aprovações que vai ordená-las automaticamente da mais velha à mais nova, levando em conta a data de criação do bilhete do cliente.

Com base nessa lista ordenada, o sistema de pré-aprovações vai revisar todos os dias às 07:00 horas UTC que exista suficiente espaço disponível da reserva de terminação gradativa para poder designar as pré-aprovações selecionadas.

Caso haja suficiente espaço para fazer todas as designações, no dia seguinte, os hostmasters receberão um e-mail enviado desde esse sistema, imediatamente depois de processado o algoritmo, indicando que podem proceder a designar o espaço pré-aprovado.

No caso de se tratar de um pedido adicional procede-se a designar no dia útil seguinte à pré-aprovação.

No caso de se tratar de um pedido inicial ou de um pedido adicional que gere uma fatura por mudança de categoria, o bloco pré-aprovado vai se manter reservado por 14 dias na espera do pagamento e acordo de serviços, se este for requerido, e a designação será feita depois de receber o pagamento e acordo de serviços. Se depois de 14 dias ainda não foi recebido o pagamento, o bloco perderá sua qualidade de reservado e o cliente deverá enviar um novo pedido. O bloco vai ficar liberado e disponível no pool central, desde onde os hostmasters poderão pré-aprová-lo para uma nova designação.

Este mecanismo será o mesmo durante todos os dias até o momento em que acabe o /11 reservado para terminação gradativa. Nesse momento o sistema de pré-reservas enviará um e-mail para os hostmasters indicando que não há o suficiente espaço para designar todas as pré-reservas e mandará a lista dos pedidos pré-aprovados na ordem em que foram enviados pelo cliente, em horário UTC. Com essa lista o comitê de designações indicado por LACNIC/NIR, formado por um representante de cada organização, vai fazer uma revisão manual da ordem de chegada e espaço solicitado, corroborando informações e informando a todos os hostmasters quais organizações conseguiram receber IPv4 da reserva de terminação gradativa. Os hostmasters deverão realizar as designações conforme o caso no dia útil seguinte.

Os membros cujos pedidos iniciais não tenham podido ser designados da reserva de terminação gradativa, receberão uma designação de até um /22 da reserva de novos membros, ativando assim a Fase 3, informando que esse espaço já corresponde à reserva da política 11.1 pelo que esse será o primeiro e último pedido de recursos IPv4 que LACNIC/NIR poderá designar. Todos aqueles pedidos adicionais abertos no sistema de bilhetes deverão receber a informação de que a reserva de terminação gradativa tem se acabado pelo que LACNIC/NIR não poderão realizar qualquer designação adicional de IPv4.

A fim de aumentar a transparência na gestão dos pedidos, vai ser criado um iFrame no site de LACNIC onde os clientes poderão ver a lista ordenada do número de bilhetes e identificar em que lugar da fila de pré-aprovação está seu pedido. Os pedidos pré-aprovados serão ordenados na ordem em que foi recebido o pedido inicial do cliente.

Critérios de Avaliação:

Designações:

As designações serão realizadas diretamente pelo hostmaster no dia útil seguinte de ser realizada sua pré-aprovação.

Autor: Lacnic
Texto original: http://www.lacnic.net/pt/web/lacnic/agotamiento-ipv4

Fases de Esgotamento do IPv4 (fase 1)

Esta seção é destinada a informar à Comunidade os processos e etapas que envolvem a finalização do protocolo IPv4 na região de LACNIC, quais mudanças há nos procedimentos e os tempos de resposta esperados dependendo do estágio de esgotamento em que estejamos.

Quando falamos em esgotamento IPv4, queremos dizer que estamos entrando em uma fase de reservas em que as designações são restritas em tamanho e periodicidade. Essas restrições foram definidas pelas políticas apresentadas para serem discutidas pela comunidade no Fórum Público de Políticas. Graças a essas políticas se espera uma melhor administração dos recursos para um esgotamento gradativo do IPv4, bem como permitir o acesso a novos atores que queiram iniciar suas atividades da Internet no futuro. Quando falamos em esgotamento, então, queremos dizer que LACNIC não vai ter suficientes endereços para cobrir as necessidades de endereçamento IPv4 de nossos membros.

A finalização do protocolo IPv4 compreende 4 etapas fundamentais detalhadas a seguir:

Quando for atingido o equivalente ao último bloco /9, incluindo os dois /11 reservados para o esgotamento gradativo do IPv4 e para novos entrantes.

Gestão de Pedidos:

Os pedidos serão processados por ordem de chegada através de um sistema de bilhetes. Tanto o NIR do México (NIC.MX) quanto o do Brasil (NIC.br), administram seus bilhetes independentemente de LACNIC. O pedido que estiver incompleto e requeira informações adicionais do solicitante passa ao final da fila de bilhetes e será respondido quando voltar a chegar a esse bilhete, uma vez que o cliente tenha fornecido as informações necessárias.

Uma vez cumpridos todos os requisitos para sua aprovação, o hostmaster irá carregar os dados do pedido em um formulário web com as seguintes informações:

Essas informações serão enviadas a um sistema de pré-aprovações que vai ordená-las automaticamente da mais velha à mais nova, levando em conta a data de criação do bilhete do cliente.

Com base nessa lista ordenada, o sistema de pré-aprovações vai revisar todos os dias às 07:00 horas UTC que exista suficiente espaço disponível para poder designar as pré-aprovações selecionadas.

Caso haja suficiente espaço para fazer todas as designações, no dia seguinte, os hostmasters receberão um e-mail enviado desde esse sistema indicando que podem proceder a designar o espaço pré-aprovado.

No caso de um pedido adicional procede-se a designar no dia útil seguinte à pré-aprovação.

No caso de se tratar de um pedido inicial ou de um pedido adicional que gere uma fatura por mudança de categoria, o bloco pré-aprovado vai se manter reservado por 14 dias na espera do pagamento e acordo de serviços, se este for requerido, e a designação será feita depois de receber o pagamento e acordo de serviços. Se depois de 14 dias ainda não foi recebido o pagamento, o bloco perderá sua qualidade de reservado e o cliente deverá enviar um novo pedido. O bloco vai ficar liberado e disponível no pool central, desde onde os hostmasters poderão pré-aprová-lo para uma nova designação.

Este mecanismo será o mesmo durante todos os dias até o momento em que não possa ser atendido o tamanho do pedido desejado pelo cliente. Nesse momento o sistema de pré-reservas enviará um e-mail para os hostmasters indicando que não há o suficiente espaço para designar todas as pré-reservas e mandará a lista dos pedidos pré-aprovados na ordem em que foram enviados pelo cliente, em horário UTC. Com essa lista o comitê de designações indicado por LACNIC/NIR, formado por um representante de cada organização, vai fazer uma revisão manual da ordem de chegada e espaço solicitado, uma vez analisada a lista, o comitê vai informar todos os hostmasters quais organizações conseguiram receber IPv4 do espaço regular. Os hostmasters deverão realizar as designações conforme o caso.

No caso de que o último pedido da fila de pré-aprovações não possa ser atendido completamente, será oferecido o espaço do estoque regular, que somado chegue tão próximo quanto possível ao total solicitado. Vale a pena mencionar que o membro tem a potestade de rejeitar a designação do pool regular proposta por LACNIC/NIR, se considerar que está muito desagregada. Se o membro renunciar à designação, então poderá receber apenas até um /22 da reserva do 11.2, uma vez que o pool regular estiver esgotado. O espaço disponível resultante da rejeição por parte do cliente de uma pré-designação será designado ao seguinte pedido na lista de pré-aprovações.

Os membros cujos pedidos não tenham podido ser designados com o espaço regular, receberão uma designação de até um /22 da reserva de Terminação Gradativa, ativando assim a Fase 2. Ao mesmo tempo será informado que esse espaço já corresponde à reserva da política 11.2 pelo que o seguinte pedido, caso precise mais IPv4, não poderá ser realizado até seis meses depois.

A fim de aumentar a transparência na gestão dos pedidos, vai ser criado um iFrame no site de LACNIC onde os clientes poderão ver a lista ordenada do número de bilhetes e identificar em que lugar da fila de pré-aprovação está seu pedido. Os pedidos pré-aprovados serão ordenados na ordem em que foi recebido o pedido inicial do cliente.

Critérios de Avaliação:

Designações:

As designações serão realizadas diretamente pelo hostmaster de cada organização no seguinte dia útil de sua pré-aprovação.

Observações importantes:

É importante mencionar que na fase 1 LACNIC/NIR não poderão garantir agregação nas designações. Isso quer dizer que, por exemplo, uma organização que solicite um /14, poderá receber vários prefixos que totalizam um /14 cumprindo assim com a quantidade de endereços IP solicitados em somatórias de bloques menores.

Relatório de esgotamento de endereços IPv4

 

Alocações e espaço IPv4 disponível

Endereços IPv4 disponíveis: 8354048

/8s: 0.498

Data de esgotamento: 2014-06-20

Endereços IPv4 disponíveis para alocação (Reserva do último /10): 4159744.00

Introdução

Este relatório mostra a projeção do esgotamento do espaço projetado IPv4 disponível de LACNIC.

Espaço IPv4 disponível

LACNIC , como um dos cinco RIRs no mundo, é responsável pelo registro e alocação de 11,16/8s (187.254.272 endereços IPv4). A utilização deste espaço no dia de hoje é mostrada na Tabela 1.

lacnic-ipv4runout-plot

Quando o espaço mostrado no gráfico indicar menos de 4.194.304 endereços IPv4, consideraremos o estoque de LACNIC esgotado e serão ativadas as Políticas de Esgotamento do IPv4.

Autor: Lacnic
Texto original: http://www.lacnic.net/pt/web/lacnic/agotamiento-ipv4

Next Page →